Amigo é para sempre?

20 jul , 2021 Psicologia

“Nosso barco se afasta dos outros quando o destino não é o mesmo.” Se você concorda com essa frase também há de concordar que algumas amizades não são para sempre. Quero conversar com você sobre isso neste texto.

Tiago Bellote numa coluna para a Revista Simples escreveu uma Carta sobre amizades em tempos digitais e eu separei dois parágrafos do texto para compartilhar com você:

Nós nos conectamos com tanta gente nos dias de hoje e ao mesmo tempo nunca nos sentimos tão sozinhos. É verdade, Roberto. Uma pesquisa recente mostrou que o povo brasileiro é o que mais se sente solitário em todo o mundo. A cada duas pessoas que você conhece, uma diz sentir solidão muitas vezes, frequentemente ou sempre. Boa parte dessas pessoas revela que o sentimento cresceu muito nos últimos meses, justamente no momento em que cessaram os encontros presenciais e passamos a nos relacionar mais através do mundo digital.

Vou agora passar a criticar a tecnologia? Não vou. Foi ela que tantas vezes nos aproximou na história. Ou cartas, telefones, aviões e videoconferências não encurtaram as nossas distâncias e nos trouxeram para perto as amizades que se encontravam distantes? Para mim, é como canta Gil ao divagar pela internet e falar sobre o barco que veleje pelo informar. Nosso barco se afasta dos outros quando o destino não é o mesmo. Corrijo-me: quando escolhemos estar perto, fazer parte e escrever uma história juntos, é menos sobre o destino e mais sobre a companhia.

(Para ler o texto completo, clique aqui. Ele é repleto de referências à MPB e à literatura, eu recomendo!)

 

Dizem por aí que amores vem e vão mas as amizades ficam. Só que não. Tem amizade que não fica para em sempre em nossas vida mas que na verdade ficarão para sempre na memória, nas lembranças e no olhar nostálgico quando toca uma determinada música ou quando uma rede social dá aquela ajudinha com as lembranças de anos atrás.

Amizades não são eternas pelo simples motivo de que as pessoas mudam, as pessoas erram e as escolhas deixam de combinar. No caso das amizades, que são a família que podemos escolher, nós temo ex-amigos pelo mesmo motivo que um dia os tivemos como amigos: pela liberdade. Nada te obriga a ter aquela pessoa na sua vida, não há pressão social para continuar fiel ao que te faz mal, não há cobrança, não há nada a não ser a vontade de ter aquela pessoa na sua vida pelo tanto que ela te nutre. E quando isso deixa de acontecer?

E sim, muitas vezes o objetivo não precisa ser o mesmo mas a companhia, o incentivo e o apoio são elementos fundamentais para uma amizade. A pessoa não precisa querer o mesmo, isso é evidente, mas é muito bom que ela te estimule, te ajude a remar para onde você deseja e te mostre rotas melhores. Ela não precisa querer o mesmo mas algo há de combinar, senão não há respeito & admiração. Vira competição, ressentimento, disputa. Atrapalha, entende?

Se os barcos se afastam quando o objetivo é diferente, é melhor que cada um siga o seu caminho pois aquela amiga que um dia foi porto seguro, hoje pode ser uma âncora que não te ajuda a sair do lugar.

Deixe ir & vá navegar. Nem tudo é para sempre.

 

Com carinho e desejo de que você tenha na sua vida amigos te soprem ventos favoráveis,


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *