“Me sinto mal depois da terapia!”

18 maio , 2018 Psicologia

Reconhecer que precisa de terapia, ligar para o plano de saúde ou procurar profissionais no particular, agendar um horário, ir ao local conforme combinado, falar sobre si, dizer coisas de si de um jeito absurdamente íntimo – que talvez  nem a pessoa que mais te conheça saiba – pode gerar um infinidade de sentimentos: receio, desafio, vergonha, desespero, esperança ou até mesmo uma certa ansiedade. 

As emoções são diversas e variam de pessoa para pessoa mas uma coisa é certa: quem procura terapia está em busca de alívio e tem a expectativa de que vai sair de lá melhor.

 

Geralmente após nossa sessão semanal de psicoterapia nos encontramos mais leves, pensativos e reflexivos. Entretanto em algumas outras vezes saímos do consultório angustiados/as e até mesmo nos sentindo mal e desconfortável. Temos a expectativa de que, ao investir num tratamento, sairemos dele cada vez melhor. Mas nem sempre é assim e podemos até cogitar que estamos piorando! Por que será que isso acontece?

Essa sensação, que pode se assemelhar a uma tristeza, se dá por você estar mexendo em questões doloridas. Expor nossos medos, reconhecer fraquezas e fazer um contato íntimo com nossas angústias, dói. A terapia é uma desconstrução de partes nossas que construímos para nos defender. Essa construção foi necessária algum dia e por algum motivo; mas hoje ela pode não ser mais necessária e você nem se dê conta que não precisa mais dela e apenas continue agindo como sempre agiu, morando numa casa que nem te cabe mais. É hora de derrubar os muros para que você cresça saudavelmente.

Fazer terapia pode incomodar pois a/o psicóloga/o vai começar a mexer justamente nessas partes que você nem tinha observado com tamanha profundidade. Algo muito bem guardado começa a ser descoberto e essa exposição incomoda! É doloroso e por vezes bastante difícil mas é preciso, faz parte do seu processo terapêutico e é absolutamente normal. E olha só: é saudável! Por fazer parte do processo, não abandone a terapia quando chegar nesse momento crucial. A dor de derrubar uma casa velha precisa ser enfrentada para que você construa um lar mais adequado e confortável. Estar bem consigo é maravilhoso!Tenha coragem, vale a pena!

Imagine um machucado profundo. Para que ele melhore, você sabe que ele deve ser limpo, e passar por todo o processo do curativo, podendo até levar pontos, se necessário. Tudo isso, com certeza, é doloroso, mas você mesmo sabendo disso, ainda faz, porque reconhece que é a única forma dele melhorar e cicatrizar no futuro. Iniciar um tratamento psicológico é a mesma coisa. No início, vai doer muito, porque você vai trazer à tona todas as suas feridas passadas e atuais. E essa sobrecarga de sentimentos ruins provoca na gente sentimentos ruins. Sentir-se mal inicialmente, é tolerável e normal. Você está passando pelo processo fundamental que irá promover a cicatrização de tudo aquilo que ainda te machuca.

Quanto mais você mergulhar nas suas questões, medos e inseguranças mais mexido/a emocionalmente você pode vir a se sentir.  É ruim? Sim. Inclusive vai incomodar e trazer desconforto. Mas é fundamental. E nesse mergulho você poderá amenizar essa dor. Você não estará mais fugindo dos seus problemas, agindo sem nem saber o porquê dos seus atos ou insistindo em morar numa casa apertada de mais e que está te machucando. Com o tempo tudo que foi desconstruído, será construído novamente. Mas de uma forma melhor.

Você pode apresentar resistência durante a terapia ou até mesmo questionar a capacidade da/o profissional que está te acompanhando mas não se precipite. Reviver algumas dores, falar sobre elas, descobrir partes encobertas é algo difícil de se enfrentar mas não desamine pois o processo é sempre enriquecedor. É o seu processo, seus dilemas e suas descobertas.

Não desista, viu?

Com carinho,


20 Responses

  1. Lee disse:

    Estou passando por esse momento. Foi muito esclarecedor pra mim. Obrigada!

  2. Fernanda disse:

    Ufa! Graças a Deus!! Passei pela minha primeira sessão de terapia e hoje, no dia seguinte, estou sentindo uma sensação de pânico, suor nas mãos… achei que tivesse passando mal de verdade. Quase fui ao hospital. Mas é só loucura mesmo, ainda bem! hahahaha

  3. camila disse:

    Eu entendo que é necessário. O problema é que são 50 min de tortura pra mim. Eu saio da sessão me sentindo tão, mas tão mal… fico 2, 3 dias muito deprimida e tenho a sensação de que estou regredindo.
    Como saber se esse é o processo normal e necessário à melhora ou se, realmente, não está funcionando pra mim?

  4. Cassia disse:

    E muito bom, estou passando por esse processo no dia após a terapia sinto-me angustiada mas no dia seguinte sinto-me aliviada. Fazer terapia é se livrar de um fardo muito pesado.

    • Psicóloga Williane Lima disse:

      Às vezes é assim mesmo, Cassia. Mas que bom que você tem persistido, fico feliz em saber que o seu processo de psicoterapia tem te trazido alívio.Um beijo ;*

  5. Cassia disse:

    To no processo, tá difícil mas tá sendo essencial, tenho me libertado de muitas coisas do passado.

    • Psicóloga Williane Lima disse:

      Que maravilha! Com suporte adequado você entende e aprende lidar com a parte difícil que não ser para superar. Não desista 🙂

  6. Regiane disse:

    Prezada Williane Lima, já é a segunda vez que eu leio seu post. Estou passando por esse momento, e que doloroso! Mas estou em terapia ainda e tenho passado por muitas reflexões e descobertas. Venho a cada semana me descobrindo quem eu realmente sou e isso, apesar de trazer muita angústia e inquietação, isso tem sido maravilhoso! Será uma experiência inesquecível para mim.
    Obrigada por contribuir na minha vida!
    Abraços!!!

    • Psicóloga Williane Lima disse:

      Regiane, que alegria ler o seu comentário! A dose de ânimo que eu precisava para continuar com as postagens aqui e no instagram também. Saiba que a sua descoberta sobre você será uma forte aliada para diluir essa dor e trazes respostas às suas inquietações. Obrigada peças palavras e siga neste caminho. Um beijo!

  7. Adriana disse:

    Comecei fazer terapia, mas já tem duas sessões que faço e acabo ficando pior a semana inteira. É correto o psicólogo falar o que vc deve fazer em determinadas situações do seu dia a dia, no caso mudar o seu jeito ou ele tem que te conduzir a perceber que vc precisa mudar? Por exemplo, estou com problemas familiares e a psicóloga falou que no caso eu teria que entender e ceder. Fico confusa se realmente devo continuar o tratamento por estar sendo conduzido desta forma. Obrigada…

    • Williane Lima disse:

      oi Adriana! Se a sugestão da sua psi não está em harmonia com o que você deseja, conversa isso com ela e avalia os sentimentos que essa atitude dela gerou. De fato, o caminho é encontrado pelo próprio paciente mas eu não posso avaliar a conduta de um outro profissional, nesse recorte… Você pode perguntar também o porquê dela pensar que o melhor para você é ceder e entender; e compartilhar o que isso pode gerar para você. A terapia é lugar de acolhimento! você precisa sentir-se bem, respeitada e acolhida em seus dilemas. Já faz um tempo que você postou esse comentário mas eu espero que você esteja melhor. Se for preciso trocar de psi, troque!Só não desista de você e de cuidar da suas emoções. Um beijo, e desculpe pela demora em responder.

  8. Laurinha disse:

    Estou exatamente assim, eté por esse motivo encontrei essa postagem, pesquisando o que está acontecendo comigo, ontem foi a 4ª sessão e desde o principio fiquei mais ansiosa que antes, e essas crises de tristeza profunda que está me agoniando. Mas o bom é saber q isso n acontece só comigo.

    • Williane Lima disse:

      Sim, Laura! Não acontece só com você mas não é para ser sempre assim. Dói mas é necessário tratar, cuidar e sarar. Não é saudável ficar sempre ansiosa em relação a terapia, que é algo que deve te conduzir a uma maior qualidade de vida emocional. Espero que você esteja bem! Desculpe a demora em responder.

  9. Marcelly disse:

    Bom dia estou na 7 terapia e sempre me sinto mal depois q saio .. decidi parar pois mexer no meu passado com uma mãe narcisista não me faz bem pois não posso mudar o quadro…. ela sempre será narcisista. Tenho ciência dAs feridas e não quero revive.las falando na terapia

    • Williane Lima disse:

      Oi Marcelly! Sentir-se SEMPRE mal não é o esperado… Na terapia a gente mexe na ferida mas procurar tratar e cuidar até sarar. Nos atendimentos mais difíceis e delicados eu costumo dizer que vamos olhar a dor mas para ir além do lugar da dor; e não ficar estacionada nela… Se você sente que não quer mexer no passado, trate do seu presente e do seu futuro! Realmente você não pode mudar a sua mãe mas pode olhar pra você e mudar naquilo que te cabe. Imagino que você possa estar cansada, desacreditada ou sem esperança em relação a psicoterapia depois dessas 7 passagens mas caso sinta necessidade novamente: Não desista! Acredite em você e se dê mais uma chance, quantas forem necessárias pq você não é só filha e uma mãe narcisista, você é muito mais! Um beijo e obrigada por compartilhar um pouquinho da sua história.

  10. Juliana disse:

    Eu acho que a terapia tem que fazer bem ao paciente!Ficar um pouco chateado ou triste com algo que você contou na terapia é normal porém, se com o passar do tempo você sempre sai de lá angustiado, deprimido, triste e agressivo.A terapia não está funcionando.Acho que você não pode sair pior do que você entrou.Você pode observar isso durante o período de 2 meses!Digo isso por experiência própria.E de outras pessoas também. Acho que psicólogo tem que ter empatia e ser acolhedor.

    • Williane Lima disse:

      Excelente Juliana! concordo com tudo o que você falou, o processo terapêutico é exatamente assim. Beijos e obrigada pela colaboração <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *